terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Para um Amante,uma Despedida

Esta não é mais uma das minhas cartas de amor pra você. Não é simplesmente mais uma declaração de amor. É uma declaração de dor,de saudade e despedida.Me sinto perdida de amor por você e perdida em meio a dúvidas e incertezas sobre nosso futuro. Haverá futuro para nossa relação?Tenho medo de ouvir a resposta,sinto que ela seja um não.

Te amei durante toda minha vida,mas sinto que amei sozinha. Sonhei com o dia em que ficaríamos juntos e quando isto aconteceu,não foi muito bem como eu esperava, pois desde sempre,eu dividi você com outro caso de amor. Poderia ter me recusado a te compartilhar,mas estaria me privando da sua presença e do seu abraço. Optei por ter você,de qualquer maneira,nem que fosse apenas por momentos íntimos,que pareciam infinitos.E nestas horas,me deliciava de seus beijos e do seu prazer. Achava que esse momentos e que o brilho intenso nos seus olhos era o mais puro e verdadeiro amor. Ledo engano. De minha parte era o sentimento mais nobre, da sua, era tesão,simplesmente tesão.

O tempo passou e a força que eu buscava dentro de mim para te dizer que não te queria pela metade nunca chegou,mas por fim,seguimos caminhos diferentes. Eu me mudei de cidade,você encontrou alguém,se casou,construiu sua família e parecia que enfim,era o fim. E foi o fim,até que nos reencontramos novamente e percebemos que o meu sentimento e o seu desejo ainda eram os mesmos. Estavam intactos. E mais uma vez nos entregamos, loucos,sem pensar em mais nada,em mais ninguém. Hoje vejo o quanto fomos egoístas, deixando que outras pessoas sofressem a consequência de nossa loucura. Hoje vejo também,que "no fim,eu amei por nós dois",que o que sentiu por mim esteve sempre muito abaixo do que eu buscava e que isso tem me feito infeliz.Sim,infeliz. Feliz eu sou por alguns instantes,quando você consegue se desvencilhar dos seus compromissos e me oferece as migalhas,o que resta do seu corpo,do seu tempo,da sua vida.

Depois de tantas constatações,de tantos encontros escondidos,de tantos desencontros,tantas noites passadas em claro,sem saber onde está você e sem poder te ligar,depois de tantos Natais,aniversários,férias e datas especiais sem ao menos te dizer olá,pois somos proibidos um para o outro,me resta apenas dizer : não dá mais. Não aguento a solidão dos dias e noites e nem o telefone mudo que não me deixa te chamar.Não aguento o olhar de piedade que lançam sobre mim quando seu nome surge nas conversas,afinal,você sempre foi meu amor não-correspondido. Não aguento a prisão onde me mantém,a espera de que venhas,abras a porta e leve-me de volta a luz do amor e da vida.

Por isto te deixo.Para que vivas sua vida sem remorso e sem consciência pesada.Para que não faças quem ama de verdade sofrer.Para que não sejas pego nos mesmos laços de solidão onde me prendeste.

Quanto a mim, vou por aí,sem saber ao certo em que porto me ancorar, a procura apenas da felicidade tardia e do sentimento sincero e verdadeiro com o qual sempre sonhei;esse mesmo que você nunca soube me dar.

Adeus.

12 comentários:

  1. Minha nossa adorei, muito sentimento ai menina, parabéns.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  2. Obrigada,meu Príncipe,pelo carinho!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá amiga Beth um grande texto. Mais que pena que aconteça isso mesmo entre duas pessoas que tem seus relacionamentos proibidos. Um ama outro só diversão para tirar o stress da outra.

    Adorei fique com Deus

    ResponderExcluir
  4. É,amigo.Estas histórias geralmente são tristes...raramente tem final feliz.O imporrtante é saber a hora de não se arriscar mais de tirar o time de campo,não?

    Adoro sua companhia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Muito lindo, parabéns pelo post. Bjs no coração

    ResponderExcluir
  6. Este texto traduz a realidade das pessoas que se doam a um amor solitário, quisera todos tivessem a coragem de se desvencilhar de uma situação como essa. Algumas pessoas vivem em função de outra por uma vida inteira e morrem sem saber o que é ser amada(o)no sentido puro da palavra.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Nossa!
    Beht isso é o amor!
    Muito lindo, empolgante!
    A gente fica lendo,torcendo, querendo ver um final feliz
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Beth,
    Menina! Que história!
    Olha amiga, acho que em uma relaçao sempre um se doa mais do que o outro, um é razão e o outro emoção, um mergulha inteiro e o outro pela metade e juntos formam um inteiro, é isso que todos procuram o amor, que em todas as suas formas e manifestações sempre vale a pena. O Importante mesmo, é não se deixar machucar nem murchar pela dor temos que levantar sacudir a poeira dar a volta por cima, aproveitar o verão e com um sol no coração ir em busca de um novo amor.
    Bjos no seu coração e fica com Deus

    ResponderExcluir
  9. Amigos queridos,
    cada comentário completa o texto e enche meu coração de alegria.
    Obrigada a todos vocês por estarem presente nos momentos de poesias festivas e neste de despedida!!!

    Beijos no coração de todos.

    ResponderExcluir
  10. Que belo texto Beth...e infelizmente é replay de tantas histórias assim!
    Mas, muitas vezes a outra pessoa também ama amiga, mas tem seus laços e seus medos mais fortes que este amor, e muitas vezes são presas aos ditâmes sociais!
    E a pessoas livre, acaba tendo momentos importantes no silêncio da solidão. Aí, chega a hora que o coração dá um basta... é uma hora triste, mas libertadora.
    E, nada do que um dia após o outro para silênciar esta dor.
    Beijo enorme no seu coração

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde, chegou fim de semana!!

    Por isso lhe desejo que vc fique com os seus, e aproveite totalmente estes 2 dias de folga.

    bjssss

    ResponderExcluir